Cartas a povos distantes (Fábio Monteiro)

Cartos a povos distantesO menino Giramundo, um inventivo menino, recebe uma carta misteriosa, de “um amigo” de Luanda, Angola. Curioso, ele responde com muitas perguntas ao inusitado destinatário, na ânsia de descobrir seu nome, como é o lugar onde vive, qual é sua história. Seu Joaquim, o dono da venda, português de Luanda, intermedia o contato. Esse é o início de uma bela amizade, de uma linda troca de correspondências e da descoberta de lugares distantes.



Comentários

Deixe seu comentário

Todos os comentários estão sujeitos a aprovação