Trem oferece livros a bordo

tolstoi_trem
Desde 1975 existe um trem, o Lev Tolstoj, ligando Moscou a Helsinki passando por São Petersburgo. Mas recentemente, como noticiado pelo site BookRiot, a ligação entre a Rússia e a Finlândia virou notícia desde quando foi inaugurada uma pequena biblioteca formada por livros de autores russos e finlandeses.
A iniciativa de estimular a leitura enquanto se viaja ainda é incipiente e o acervo ainda é pequeno, formado por cerca de 15 volumes de autores como Tuve Jansson, Aleksis Kivi, Sergei Dovlatov, Vladimir Sorokin e Andrei Astvatsaturov. A ideia é que se a proposta for bem aceita pelos passageiros, novos livros poderão ser ofertados e até mesmo ampliada para outras linhas de trem. A viagem entre as duas cidades dura 14 horas.
Se a ideia de uma biblioteca a bordo fascina qualquer leitor, torna-se mais intrigante ainda o fato de o trem se intitular “Leon Tolstói”, autor de Anna Karenina e Guerra e Paz, ainda que, ironicamente, essas obras não estejam disponíveis.
Vale lembrar que em 1910, aos 82 anos de idade, Tolstói abandona sua família e larga a vida na qual não mais acreditava. Seu intuito era viver de modo mais simples e feliz sem riqueza. Durante alguns dias a fuga foi um sucesso. Nos trens e estações em que passava, era reconhecido por todos, já que era o homem mais famoso da Rússia. Porém, devido a sua preferência em viajar em vagões de terceira classe, onde havia frio e fumaça, o já debilitado escritor contraiu uma pneumonia, que foi se agravando rapidamente. No dia 20 de novembro de 1910, o escritor morreu na estação ferroviária de Astapovo, província de Riazan, na Rússia.
Com informações do site Il libraio


Comentários

Deixe seu comentário

Todos os comentários estão sujeitos a aprovação