Autor: natalia

Cartas a povos distantes (Fábio Monteiro)

Cartos a povos distantes

O menino Giramundo recebe uma carta misteriosa, de “um amigo” de Luanda, Angola. Curioso, ele responde com muitas perguntas ao inusitado destinatário, na ânsia de descobrir seu nome, como é o lugar onde vive, qual é sua história. Seu Joaquim, o dono da venda, português de Luanda, intermedia o contato.


O clube de leitura de Jane Austen (Karen Joy Fowler)

capa_o_clube_de_leitura_de_Jane_Austen

Cinco mulheres e um homem se reúnem para debater as obras de Jane Austen na Califórnia do início dos anos 2000 e acabam descobrindo, entre casamentos frustrados, arranjos sociais e afetivos, que suas vivências não são assim tão diferentes das experimentadas por Emma ou outras personagens da escritora britânica que tão bem descreveu a sociedade de sua época, dois séculos atrás. No livro, Karen Joy Fowler disseca as relações contemporâneas com acuidade, humor e ironia dignos da autora de “Orgulho e preconceito” e outras obras que continuam fascinando leitores de todas as idades.


Literatura fundamental

literatura_fundamental

Quem gosta de literatura e quer saber um pouco mais sobre os clássicos não pode perder essa dica.


A última noite em Tremore Beach (Mikel Santiago)

capa_a_ultima_noite_em_tremore_beach

Recém-divorciado e no meio de um bloqueio criativo, Peter Harper decide tirar férias na bela e isolada Tremore Beach, na Irlanda. Tudo parecia correr bem, mas, depois de ser atingido por um raio durante uma tempestade, ele começa a ter terríveis dores de cabeça e sonhos cada vez mais estranhos. Conforme a linha que separa sonho e realidade fica cada vez mais difusa, Peter percebe que talvez seus sonhos sejam um aviso do horror que está por vir… Envolvente e eletrizante, “A última noite em Tremore Beach” é um thriller arrebatador, perfeito para fãs do gênero.


7/4: Viradinha da Saúde

viradinha_saude_zona_norte

Para celebrar o Dia Mundial da Saúde, o Pque. da Juventude sedia evento com atrações voltadas à saúde e ao bem-estar.


Mensur (Rafael Coutinho)

capa_mensur

Em Mensur, Coutinho conta a história do Gringo, um andarilho que percorre cidades brasileiras em busca de bicos e trabalhos manuais. Todavia, o Gringo é também um dos últimos praticantes do mensur, uma luta de espadas surgida na Alemanha do século XV entre estudantes universitários. Enquanto lida com seus próprios fantasmas e obsessões, um caso amoroso pode colocá-lo em conflito com seu passado e com segredos que jamais deveriam vir à tona. Mensur é uma saga pessoal e um épico íntimo da busca por um lugar e, sobretudo, por algum tipo de paz.


O país dos cegos e outras histórias (H. G. Wells)

capa_o_pais_dos_cegos_e_outras_historias

Histórias em que o fantástico, o terror e até a fábula se alternam em narrativas envolventes. Escritas principalmente entre o final do século XIX e o início do XX, mostram um pouco dessa faceta do autor menos conhecida no Brasil. Nas páginas de H. G. Wells, tudo acontece – povos esquecidos, ameaças interplanetárias, criaturas selvagens e drogas extraordinárias. No conto que dá nome ao livro, o autor sintetiza sua maestria ao criar um mundo à parte, de habitantes que há gerações perderam o dom da visão e levam a vida de forma pacífica até a chegada inesperada de um estrangeiro.


Origens do totalitarismo (Hannah Arendt)

capa_origens_do_totalitarismo

Hannah Arendt primeiro se propõe a elucidar o crescimento do antissemitismo na Europa Central e Ocidental nos anos 1800 e prossegue com a análise do imperialismo colonial europeu desde 1884 até a deflagração da Primeira Guerra Mundial. A última seção discute as instituições e operações desses movimentos, centrando-se nos dois principais regimes totalitários – a Alemanha nazista e a Rússia stalinista. Arendt considera a transformação de classes em massas, o papel da propaganda e o uso do terror como fatores essenciais para o funcionamento desse tipo de regime.



Hilda e o troll (Luke Pearson)

capa_hilda_e_o_troll

Hilda adora aventuras, seja acampar numa noite chuvosa ou explorar a paisagem montanhosa nos arredores de casa. Durante uma expedição pelas colinas, ela encontra uma pedra muito suspeita- de dia, é apenas uma rocha engraçada, mas à noite se transforma num troll! Enquanto faz um desenho no caderno para registrar sua mais nova descoberta, Hilda acaba pegando no sono, e, ao acordar, o troll desapareceu. Agora, no caminho de volta para casa, Hilda terá de lidar com uma floresta assustadora, um gigante perdido, um homem de madeira misterioso e um sino tilintante.