/ governosp

Desenhos, poemas, pipas e muito mais!

0

Como foi o final de semana? Na Biblioteca de São Paulo foi, no mínimo, divertido!

Mais de 10 dez crianças participaram de mais uma oficina Pintando o Sete. Cris Gois, da equipe BSP, comandou a turma e gostou do resultado da atividade. “As crianças estão desenvolvendo bastante a habilidade na ilustração, eles estão caprichando cada vez mais“, afirmou.

 

Silvana Tavano voltou a despertar empatia dos participantes de Poemas Divertidos. Até os mais resistentes produziram textos. A escritora voltou a afirmar que podemos fazer poesia com tudo!

 

“Adorei, é algo surpreendente, relaxante”, foi o que Cleonice Oliveira, 46 anos, disse sobre Leitura ao pé do ouvido. Novamente, todos os sócios ou visitantes abordados por Keila Sena aceitaram ouvir as histórias. Um dos ouvintes gostou tanto que até pediu para Keila repetir. A atividade gerou até um debate num grupo de amigos quando a mediadora de leitura leu a seguinte frase de La Fontaine, presente na introdução do livro O Matador, de Wander Piroli: “A vergonha de confessar o primeiro erro nos leva a muitos outros“.

 

No domingo, a Oficina de Pipa reuniu pais e filhos no piso infantil. “Muito Legal, estou relembrando os velhos tempos. Trouxe minha filha e é nossa primeira vez aqui. Trarei sempre agora“, contou Paulo Marcos de Oliveira, 43 anos. A oficina é comandada por Ed Carlos, que notou a alegria dos participantes que estão relembrando a técnica. “O pessoal às vezes esquece como faz um pipa. Aqui eles estão reaprendendo e se divertindo“, afirmou. A oficina atrai público de várias idades e também chama a atenção das meninas.

 

Mais de 20 pessoas participaram da contação da história Rosaflor e a Moura Torta, de Pedro Bandeira. Keila Sena e Clayton Sanches conseguiram envolver as crianças do começo ao fim da atividade. O som do violão ao vivo de Clayton deu um toque especial à contação, que também conquistou os adultos. “Muito bom, estimula a criança a ler. Vim com os meus netos e tenho certeza de que para eles foi tão proveitoso quanto pra mim“, disse Maria do Socorro, 58 anos.

 

E como sempre acontece aos domingos, os palhaços marcaram presença!

 

Perdeu? No próximo fim de semana tem mais!

fotos por Alexandre Rapolli, Priscila Ynoue e Rosangela Paiva.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras