Crianças criam animações

0

maker (1)“Estou muito surpresa com o que essas crianças produziram”, ressaltava Monica Rizzolli, um das orientadoras da oficina Férias Maker: Animação Quadro a Quadro, realizada no sábado à tarde, na BSP. Alexandre Villares, que também coordenou a atividade, compartilhava o mesmo entusiasmo com a criação dos pequenos. Indicada para crianças a partir de 5 anos, o divertido exercício de criatividade recebeu a atenção e energia de visitantes e usuários da biblioteca com idades entre 5 e 14 anos, que, em sua maioria, vieram de diferentes partes da capital paulista especialmente para participar da oficina.

Monica Rizzolli e Alexandre Villares fazem parte do Estúdio Hacker, grupo multidisciplinar que realiza atividades tecnológicas e artísticas, baseando-se em filosofia hacker e metodologia pedagógica. Reunindo tecnologia e arte, a dupla transformou as mesas da biblioteca em um verdadeiro estúdio de criação, oferecendo aos pequenos lápis de cor, massa de modelar, palitos e peças de encaixe, além de papel. As crianças partiram, então, para o desenvolvimento de um storyboard e da construção de personagens para iniciar o trabalho, que contou ainda com tablets (da própria BSP) e celulares (dos usuários) como materiais de apoio.

maker (3)

A resposta das crianças à orientação de Monica e Alexandre foi imediata. Em duplas, os pequenos incluíram, em alguns dos casos, os próprios responsáveis para execução das tarefas. Monstros, alienígenas e peças como livros, castelos e até flores foram ganhando forma e movimento com o acompanhamento da dupla do Estúdio Hacker.

Os irmãos Kenzo e Kenji, de 11 e 8 anos respectivamente, vieram da Casa Verde para a oficina, com a mãe Regina, que acabou envolvida também na atividade ao lado do filho mais velho. Jorge, de 9 anos, que veio de Santana também com a mãe, já havia participado de outros eventos na biblioteca, mas quando soube da oficina quis participar e foi um dos mais ativos nas bancadas disponíveis para a atividade.

Já Matheus, de 14 anos, de Nova Cachoeirinha, fez sua estreia na biblioteca e nesse tipo de oficina, ao lado da mãe Luciana, que já havia estado no espaço com amigas. Os dois produziram, a quatro mãos, uma verdadeira poesia em forma de animação, usando apenas massa de modelar, escrevendo palavras e dando movimento a uma flor construída com o mesmo material.

Kenji e Jorge contaram a história de confronto entre um homem e de um alienígena em um castelo. Os personagens foram moldados em massa e o castelo em peças de encaixe. Tudo isso com cenário construído em papel e dobrado para dar profundidade de ângulo à cena. Kenji, que adorou a nova maneira de brincar de contar histórias, promete repetir a dose em casa.

Já Guilherme, de 9 anos, participou da oficina graças à mãe, que ficou sabendo da oficina e trouxe a família toda para acompanhar o pequeno “cineasta”. Guilherme, que adora ver desenhos na TV, ficou bastante satisfeito com o resultado final de sua história: um cangaceiro que entra na biblioteca e é “engolido” por um livro.

Para saber mais sobre o Estúdio Hacker, acesse http://estudiohacker.io/

Na Biblioteca de São Paulo, a próxima oficina do Especial Férias Maker acontece no próximo sábado, dia 28 de janeiro, às 14h, com os Autômatos Motorizados, que estimulará as crianças a criarem esculturas móveis, explorando elementos mecânicos e circuitos elétricos. Com Glauco Paiva, do Tinker Lab, para crianças a partir de 7 anos.

Fotos: Equipe SP Leituras

maker (4) maker (5) maker (6) maker (7) maker (8) maker (9) maker (10) maker (11) maker (12) maker (13)

 

 

 

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário