Pebolim, futebol de botão e muito mais

0
Foto: Equipe SP Leituras

Foto: Equipe SP Leituras

Enquanto a bola rola nos campos da Rússia, aqui na Biblioteca de São Paulo, a torcida se agrupa mesmo é no auditório e disputa um lugar na mesa de Pebolim. Rafael Lima Rocha, assistente de Programação e Produção, é quem comanda a estreia do Festival de Jogos Antigos, que acontece, hoje, na sua BSP. A atividade faz parte da programação temática que faz referência ao Campeonato Mundial de Futebol, que reúne também, entre outras, a troca de figurinhas e o Chute de Letra.

No auditório, apesar da disputa maior ser pelo Pebolim, há também:

– Futebol de Mesa: com os botões representando os jogadores e se movendo por meio da intervenção dos que disputam a partida,

– Futebol Pelé: também conhecido como jogo Gulliver, no qual as jogadas acontecem em um pano verde como o campo e os times são de bonecos de plástico em miniatura e o

– de Pino: disputado com toques de dedo em uma bola; os “jogadores” ficam estáticos.

Como conta Rafael, é rápida a identificação dos pequenos com os jogos, mas ele acredita que a atividade irá também chamar a atenção dos mais velhos, que brincavam, assim, no passado. Para ele, que lembra de jogar, quando era menor, vários dos jogos ali dispostos com os primos, a atividade tem tudo para retomar de uma forma divertida e até emocionante essa memória de quem viveu uma outra época.

Para saber mais sobre a programação temática sobre o Campeonato Mundial de Futebol por aqui, acesse: https://bsp.org.br/2018/06/04/no-clima-do-campeonato-mundial-de-futebol/

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário