Lourenço Mutarelli emociona e surpreende no Segundas Intenções

0
O mediador Alexandre Agabiti Fernandez e o escritor Lourenço Mutarelli. Foto: Equipe SP Leituras

O mediador Alexandre Agabiti Fernandez e o escritor Lourenço Mutarelli. Foto: Equipe SP Leituras

Com o auditório lotado em uma manhã de sol de inverno, o escritor Lourenço Mutarelli levou às lágrimas muitas das pessoas que escolheram começar o último sábado de julho participando do Segundas Intenções na Biblioteca de São Paulo. Uma reação que nasceu da conexão imediata e profunda entre plateia e autor. A vida, o processo criativo e as muitas histórias reais e fictícias de Mutarelli mexeram com quem estava no auditório e riu, refletiu, aprendeu, compartilhou e até se emocionou.

O reconhecimento do talento multimídia do centro das atenções do encontro acompanhou todas as perguntas – e  foram muitas! – do Segundas Intenções, mediado por Alexandre Agabiti Fernandez. Algumas delas vieram do baiano Maurício, que esteve passeando alguns dias na capital paulista, e não perdeu a oportunidade de conversar com Mutarelli. Seguidor do escritor nas redes sociais e sentado logo na primeira fila do auditório, Maurício acompanha a carreira de Lourenço e fica sempre impressionado com todas as expressões da força criativa dele. Não foi diferente com o que viu durante o encontro na BSP.

Quem pensava que os personagens – muitos deles atormentados – que Mutarelli cria e interpreta se misturam de todas as formas com o autor (“eu nunca consegui narrar uma história minha”, diz ele) foi surpreendido com uma fala mansa e até doce, narrando histórias de um menino que, na infância, “sofria de arte”. Era muito difícil ser um garoto sensível, em um tempo que se exigia ser bruto, conta ele. Hoje adulto, casado, o escritor, quadrinista e artista plástico fala francamente sobre suas relações do passado, com o pai (e sobre um certo rito de passagem, de profunda violência) e as atuais, sobre a vida corrida e o momento de doença na família. “Eu não acho bonita a loucura. Acho triste”, diz ele entre silêncios.

O processo criativo é outra grande surpresa. Murarelli brinca que os amigos dos quadrinhos só falam no trabalho; já os escritores falam de tudo, menos do ofício. Nesse aspecto, vem dele a revelação de que o contato com a água – até mesmo lavando louça – é momento de inspiração. Não se acerta sempre e o erro é muito importante, quase aconselha o autor, que agora vem se dedicando às artes plásticas, com colagens.

Ao final do encontro, Lourenço, ao falar que não costuma cumprimentar profissionais como políticos e policiais, deparou-se com um interlocutor que se identificou como ex-guarda do Metrô na Sé. Disse o participante, da plateia, que não faria uma pergunta, mas, sim, um agradecimento. Ele, que largou a profissão, para se dedicar aos quadrinhos, destacou, com a voz embargada, que isso, sim, mudou a vida dele. Emocionados, ele e Mutarelli. O escritor se levanta, cruza o auditório e, num abraço, aproxima a todos nós do gênio criador e da pessoa. Obrigada, Mutarelli por sua presença iluminada e sensível no Segundas Intenções! A sua BSP agradece!

Confira a íntegra do Segundas Intenções com Lourenço Mutarelli, disponível no espaço da BSP no Facebook: https://www.facebook.com/BSPbiblioteca/videos/2081769771854800/ e no Youtube em https://youtu.be/mk9dsyhnw-Q

Você confere as demais edições do Segundas Intenções na BSP em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/user/SPbiblioteca/videos

Para consultar quais são as obras disponíveis do autor no acervo da biblioteca, clique em https://bsp.org.br/catalogo_bn/ Constam “O cheiro do ralo” (também em DVD), “O filho mais velho de Deus’, “Diomedes”, “O grifo de Abdera”, “Quando meu pai se encontrou com o ET fazia um dia quente”, “O natimorto: um musical silencioso”, stechbooks, entre outros.

Quer saber mais sobre Lourenço Mutarelli? Acesse: https://www.instagram.com/mutarellilourenco/

 

Auditório da BSP ficou lotado para o Segundas Intenções. Foto: Equipe SP Leituras

Auditório da BSP ficou lotado para o Segundas Intenções. Foto: Equipe SP Leituras

Foto: Equipe SP Leituras

Foto: Equipe SP Leituras

Foto: Equipe SP Leituras

Foto: Equipe SP Leituras

Maurício veio de Salvador (BA) para passar uns dias em São Paulo e não perdeu a oportunidade de conhecer Mutarelli. Foto: Equipe SP Leituras

Maurício veio de Salvador (BA) para passar uns dias em São Paulo e não perdeu a oportunidade de conhecer Mutarelli. Foto: Equipe SP Leituras

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário