Luau da BSP vai além da música e poesia

0
Foto: Equipe SP Leituras.

Foto: Equipe SP Leituras.

Pessoas de todas as idades e principalmente que vivem ou estudam no entorno da BSP participam do Luau, realizado semanalmente, às quintas-feiras, das 12h30 às 13h30. A cada edição, porém, a atividade surpreende com talentos e abre espaço para quem deseja se expressar por meio da música e da poesia, entre outras formas de arte. Com o microfone aberto, os usuários da biblioteca encontram no Luau o canal para dizerem o que sentem, precisam e desejam em suas vidas.

E assim foi com “Gigante” ou Gustavo Oliveira, como preferir chamar. Um beatbox (percussão vocal do hip hop) abriu a participação do jovem, que emendou váras apresentações. Com violão na mão, encantou a plateia com canções autorais sobre um cotidiano nada fácil, embaladas pela forte batida do rock. Quem também não perdeu a chance de apresentar-se foi Marcos Faria. Morador na comunidade da Zaki Narchi, na zona Norte da capital paulista, e assíduo frequentador da BSP, Marcos, que veio do Piauí para São Paulo, falou, em forma de poesia, do feminicídio e da sua dura realidade nessa grande cidade.

Em dupla ou sozinhos, Mateus Melo Puglieri e Ronald da Silva Oliveira, auxiliares de Leitura na BSP, foram os MCs do dia. Mateus fez hip hop engajado e Ronald usou do mesmo estilo musical para os aplausos da plateia. Cada um da sua maneira, mas apostando na força e significado de cada palavra, os dois marcaram com música e verdade a tarde de quem passou pela biblioteca.

Quer participar do próximo? É só chegar!

 

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário