Stanley Kubrick: o monstro de coração mole (Marcius Cortez)

0

capa_o_monstro_de_stanley_kubrick_coracao_moleCinco décadas de um cinema que fez brilhar os olhos do público de todo o mundo. Alguns o chamavam, não sem ironia, de “deus”. Outros, de “monstro”, também com todas as conotações possíveis do termo. Ele próprio se achava um ser especial. “Difícil”, “exigente”, “metódico”, “amigo”, “pessimista”, “despretensioso” foram outras palavras usadas para descrever Stanley Kubrick. Toda essa polissemia de sentidos de caráter, do autor e da obra, é esmiuçada por Marcius Cortez, que nos conduz, com leveza de texto e acuidade de foco, pela trajetória desse artista, do início como fotógrafo para até “De Olhos Bem Fechados”, seu último filme, entre outras obras-primas que, inseridas em seu contexto, biográfico e de época, deixam entrever as verdadeiras facetas d’O Monstro de Coração Mole que foi Stanley Kubrick.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário