/ governosp

Clube de Leitura realiza último encontro do ano na BSP

0
Foto: Equipe SP Leituras.

Foto: Equipe SP Leituras.

O livro “Estrelas além do tempo” (ou “Elas além do tempo”, como aparece também em exemplares), de Margot Lee Shetterly, foi o centro das atenções do Clube de Leitura em último encontro durante 2018 na BSP. Alan e Márcia, da equipe da biblioteca, prepararam o material para o debate que sempre inclui a obra, particularidades da narrativa (até mesmo questões relacionadas à tradução) e vai além, promovendo a troca de opiniões sobre temas que se relacionam com o contexto abordado. A dupla de auxiliares de leitura pesquisou imagens da época retratada no livro e foi buscar inclusive um vídeo que registra a homenagem feita pelo presidente norte-americano Barack Obama a uma das protagonistas da história.

O livro, que deu origem a um longa-metragem indicado a três Oscars, apresenta questões como racismo, determinação e protagonismo feminino, além de fatos históricos. Confira a sinopse da obra: durante a Segunda Guerra Mundial, a indústria aeronáutica americana, ainda em seu princípio, contratou matemáticas negras para suprir sua falta de mão de obra. Esses verdadeiros “computadores humanos” continuaram trabalhando seu governo e passaram a fazer parte da equipe da NASA em uma época de forte segregação racial.

Em tarde de chuva forte, que inundou várias partes da capital paulista, quem chegou foi recebido com alegria e participou de um debate, como sempre, de alto nível sobre o livro. Morando de Santana, na zona Norte da cidade, Armen, que frequenta a biblioteca há muito tempo, participou pela primeira vez da atividade. Amigo de longa data de Oswaldo, frequentador assíduo da BSP, Armen levantou questões importantes da obra, com os elementos do contexto histórico e o talento daquelas mulheres. Oswaldo, por sua vez, fez questão de destacar as diferenças cheias de significado entre a tradução e o texto original do livro. A começar, inclusive, pelo título: o original Hidden Figures “provoca” uma série de outras relações com o texto. Oswaldo também deu depoimentos pessoais sobre a força e o impacto do preconceito, que só enriqueceram o encontro.

Perdeu essa oportunidade? Fique atento porque a próxima obra já foi definida: “O ministério da felicidade absoluta”, de Arundhati Roy. Comece já a ler. O Clube de Leitura de janeiro, na BSP, está marcado para o dia 31. Convite feito!

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC