Parque da Juventude muda de nome

0

Parque_da_Juventude

O Parque da Juventude, localizado na Zona Norte da capital paulista, onde está a Biblioteca de São Paulo (BSP), foi renomeado hoje (15) como Parque da Juventude Dom Paulo Evaristo Arns. A mudança aconteceu por iniciativa do deputado Luiz Fernando Teixeira, em homenagem ao arcebispo morto em 14 de dezembro de 2016, que teve sua história marcada pela luta contra a ditadura militar, nas décadas de 1960 e 1970, e pela defesa dos direitos humanos.

A solenidade de descerramento da placa com o novo nome contou com a presença do governador do Estado de São Paulo Márcio França, os secretários da Cultura, Romildo Campello, e do Meio Ambiente, Eduardo Trani, o cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Scherer, além de Pierre André Ruprecht e Sueli Motta, representando a BSP. “Esta homenagem se deve à coragem com que Dom Paulo Evaristo Arns lutou em defesa do povo brasileiro, mas também por compreendermos que está no âmbito da cultura, a transformação da sociedade”, disse Campello.

A área abriga há oito anos a Biblioteca de São Paulo, que faz parte do projeto de revitalização urbana no terreno onde funcionou a Casa de Detenção de São Paulo, conhecida como Carandiru. Estruturada a partir  do conceito de biblioteca viva – que pauta suas ações de forma integrada à comunidade – a BSP, desde sua fundação, contabilizou mais de dois milhões de visitantes e 28 mil sócios cadastrados, que têm à disposição um acervo de 43 mil títulos, entre livros, jogos, brinquedos, revistas e jornais. A biblioteca recebe, em média, 27 mil visitas mensais.

Na programação de hoje da BSP será exibido o documentário Coragem, as muitas vidas do Cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, de Ricardo Carvalho. No auditório, com sessões às 13h, 15h e 17h.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário