Lourenço Mutarelli compartilha seu saber em curso na BSP

0

O escritor, ator, roteirista e criador de HQs Lourenço Mutarelli encerrou, em 28 de fevereiro, o curso Quadrinhos de Autor na BSP. As aulas, realizadas todas as terças e quintas-feiras do mês passado, reuniram cerca de 20 pessoas com diferentes interesses e ligações com a arte. Os encontros foram focados em noções de roteiro e desenvolvimento em imagens e narrativa, além de enquadramento, plano, composição de página e espelho.

Ao final do curso, Mutarelli sorteou um exemplar de “Diomedes, a trilogia do acidente”. Quem ficou feliz com o livro foi Jasceline Honorato, que ganhou o sorteio. Um prêmio para Jasceline, que esteve, na última aula, na cadeira ao lado do quadrinhista, como prefere ser chamado. Atenta a tudo, ela também observou em detalhes cada peça levada por Mutarelli nesse último encontro. Sentados no chão, em volta de Mutarelli, os alunos deliciaram-se com o conteúdo de uma sacola cheia de cadernos do próprio, contendo histórias inteiras ou trechos de relatos em forma de quadrinhos ou imagens isoladas, feitas em nanquim ou em colagens.

Um presente para quem esteve tão perto do mestre, como salientou Josiane Souza, que é formada em Psicologia e está começando a escrever roteiros. Josiane levou até mesmo uma lembrança para Mutarelli, entregue após o final da última aula. Trata-se de um pequeno presente, dizia ela, já que ele é tão generoso em dar tanto do que sabe e compartilhar, de forma tão leve e fácil, seu ofício.

Mais sobre o mestre

Lourenço Mutarelli começou sua carreira como desenhista. Depois, passou a fazer histórias em quadrinhos e a carreira de escritor seguiu também depois daí. Paralelamente, ele fez alguns trabalhos como ator e atualmente promove oficinas de histórias em quadrinhos e processos criativos. Como quadrinhista, Mutarelli publicou 12 álbuns (“Transubstanciação”, “Desgraçados”, “Eu te amo Lucimar”, “A Confluência da Forquilha”, “Sequelas”, “O Dobro de Cinco”, “O Rei do Ponto” e a “Soma de Tudo” vol. 1 e 2 – que integram o mais recente lançamento em quadrinhos pela Companhia das Letras intitulado “Diomedes, a trilogia do acidente” -, além de “Mundo Pet”, “A caixa de Areia” e “Quando Meu pai se encontrou com o ET fazia um dia quente”).

Para o teatro, ele escreveu sete peças, sendo cinco delas reunidas no livro “O Teatro de Sombras”, além de uma minissérie para internet. Como escritor, Mutarelli assina oito livros: “O Cheiro do Ralo”, “O Natimorto”, “Jesus Kid”, “A Arte de Produzir Efeito sem Causa”, “Miguel e os Demônios”, “Nada me faltará”, “O Grifo de Abdera” e “O Filho Mais Velho de Deus e/ou Livro IV”. Como ator, Mutarelli pode ser visto em “Cidade do tesouro”, “O Cheiro do Ralo”, “Pugile”, “Natimorto”, “É proibido fumar”, “Corpo Estranho – Projeto Teatro para alguém”, “Para aceitá-la continue na linha”, “Música para ninar dinossauros”, “Nunca feche o cruzamento”, “O Gorila”, “O Diabo era mais em baixo”, “Que horas ela volta”, “O Escaravelho do Diabo” e “Elon Não Acredita na Morte”.

Em 2014, ele fez também a curadoria e cenografia da Ocupação Jards Macalé no Itaú Cultural. E, entre o final de 2018 e fevereiro deste ano, os fãs puderam vistar a exposição “Meu Nome Era Lourenço”, no Sesc Pompeia, com 147 obras originais, entre telas, painéis, colagens, esculturas, desenhos e documentário sobre o artista.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário