Criar vídeos para o Instagram fica mais fácil com oficina na BSP

0

Realizada no final de junho, a Oficina Audiovisual para Instagram reuniu, em três dias, conceitos e técnicas sobre a idealização e realização de vídeos para a mídia social. Os aprendizados, porém, servem, em geral, para a construção de conteúdo em vídeos com outras destinações. Sob o comando de Felipe Parra, produtor, compositor e roteirista, as aulas terminaram com os alunos “colocando a mão na massa” e tirando do papel ideias que transformaram-se em curtas sequências sobre uma das atividades da biblioteca.

No auditório da BSP, os alunos chegaram com interesses diversos e diferentes backgrounds. Alguns com pouco ou nenhum conhecimento sobre o tema, outros procuraram a oficina para aprofundar aquilo que já sabiam sobre o assunto.  A turma tratou dos critérios de escolha de acessórios para a realização dos vídeos como microfones e da edição, entre outros aspectos. A definição do ritmo dos cortes para a composição da sequência de imagens rendeu muitos questionamentos dos participantes, que viram atentamente exemplos dados por Parra, que demonstrou os resultados das escolhas e dessa ligação entre as opções e o conteúdo. Um deles, apontou os elementos separadamente e depois as diferentes construções possíveis com cortes, coberturas de áudio e vídeo, trilhas sonoras etc. “É na edição que você vai dar o clima para sua narrativa. Editar vem da lógica de cortar e colar. No vídeo, isso acontece como na edição de um texto”, resume o produtor.

Vem muito vídeo por aí

Guilherme, logo na primeira fileira do auditório, também não perdeu um detalhe das aulas. Ele, que é instrutor de vela, quer tornar os vídeos da família, que vive viajando, em algo mais profissional. Até mesmo para incorporar vídeos que registrem suas aulas. Por sua vez, a artesã Teresa quer utilizar os ensinamentos para dar um impulso na divulgação de seus produtos nas mídias sociais, aumentando o alcance do trabalho e, quem sabe, aumentando também sua renda.  Já a youtuber Carolina pensa em apostar em canais de humor ou de estilo na web. Tarcilla ainda não sabe bem como utilizar tudo que aprendeu no curso, mas começa a visualizar sequências para mostrar suas performances artísticas. Edson e Stephany estão determinados a iniciar um canal no Instagram sobre literatura. De um jeito ou de outro, a turma da oficina trocou, aprendeu e também se divertiu. Fique atento no nosso site, pois aqui, na BSP, há sempre um curso que pode ser do seu interesse.

 

 

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário