Curso de Literatura Pré-Vestibular propõe leitura crítica de clássicos

0
Naiara Costa dos Santos. Foto: arquivo pessoal.

Naiara Costa dos Santos. Foto: arquivo pessoal.

A partir da leitura crítica de nove obras fundamentais em língua portuguesa, o curso online de Literatura Pré-Vestibular, que faz parte da programação da BSP, propõe uma breve viagem por alguns dos principais movimentos literários abordados nas provas de admissão às universidades. Na aula desta quinta, dia 4 de julho, a professora Naiara Costa dos Santos analisou “Angústia”, de Graciliano Ramos, e falou também sobre o Modernismo, cujo marco inicial é a Semana de Arte Moderna de 1922, no Teatro Municipal de São Paulo.

Com a participação de cerca de 80 alunos de várias partes do país, Naiara discorreu sobre a natureza profundamente introspectiva do terceiro romance de Graciliano, que também é repleto de símbolos carregados de uma aguda crítica social. É um dos três livros que, desde o ano passado, passaram a integrar a lista de leituras exigidas pela Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), organizadora do exame de ingresso nos cursos da USP. Os outros são “Poemas Escolhidos”, de Gregório de Matos, e “Quincas Borba”, de Machado de Assis – analisados em aulas anteriores.

“É um dos livros mais difíceis do curso”, diz Naiara.

Lançado em 1936 pela José Olympio Editora, com ilustrações de Santa Rosa, foi entregue um dia antes de o autor ser preso, sem processo nem acusação formal, pela polícia política de Getúlio Vargas. O protagonista é Luís da Silva, de 35 anos, funcionário público e escritor frustrado, com uma vida que pode se considerar banal. Narrador de sua própria história, ele vive ruminando em sua voz interior memórias da infância, o desejo incontrolável pela vizinha Marina e o ódio por seu antagonista, o bem-sucedido Julião Tavares.

Graciliano Ramos (1892-1953), autor de "Angústia". Foto: CC/Reprodução

Graciliano Ramos (1892-1953), autor de “Angústia”. Foto: CC/Reprodução

A professora Naiara também falou sobre o Modernismo, escola da qual Graciliano Ramos também faria parte com autores como Rachel de Queiroz, Mario de Andrade e Jorge Amado. Caracterizado pelo rompimento com antigas tradições artísticas e formais, o que se aplicou também à literatura, teve três fases, sendo que a última é classificada por alguns estudiosos como sendo o Pós-Modernismo.

Entre os livros já analisados pela professora estão “Poemas Escolhidos”, de Gregório de Matos; “A Relíquia”, de Eça de Queirós; “Quincas Borba”, de Machado de Assis, e “Angústia”, de Graciliano Ramos. Nas próximas aulas, serão analisados “Claro Enigma”, de Carlos Drummond de Andrade; “Romanceiro da Inconfidência”, de Cecília Meireles; “Campo Geral”, de Guimarães Rosa; “Mayombe”, de Pepetela, e “Nove Noites”, de Bernardo Carvalho.

Curso Online de Literatura Pré-vestibular. Com Naiara Costa dos Santos. Terças e quintas, de 26 de maio a 25 de junho, das 15h às 17h30. Plataforma Zoom. Vagas preenchidas.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário