/ governosp

Poeta Heitor Ferraz Mello é convidado do próximo Segundas Intenções

0
Heitor Ferraz Mello. Foto: Pedro Noto.

Heitor Ferraz Mello. Foto: Pedro Noto.

O jornalista e poeta Heitor Ferraz Mello é o convidado da próxima edição do Segundas Intenções Online, nesta segunda, 15 de junho, das 19h às 20h, que será transmitida ao vivo na página da Biblioteca de São Paulo no Facebook. A mediação ficará a cargo do crítico Manuel da Costa Pinto.

Ferraz Mello, que é mestre em Literatura Brasileira pela USP, onde defendeu a dissertação “O rito das calçadas: aspectos da poesia de Francisco Alvim”, tem no currículo, entre outros, os livros de poesia “Coisas imediatas (1996-2004)” (2004), “Um a menos” (2009) e “Meu Semelhante” (2016) – todos pela Editora 7 Letras. Também é professor de Jornalismo Cultural e Jornalismo Literário na Faculdade Cásper Líbero.

Desde que começou a quarentena, Ferraz continuou dando aulas, agora à distância, pela faculdade. “De alguma maneira, isso me mantém ativo, preparando as aulas e me adaptando à distância, o que é mais cansativo e doloroso, pois o bom é estar junto com os alunos, na agitação ativa da sala de aula”, diz ele, sobre sua nova rotina. “Tive de montar todo um esquema de trabalho e adaptar os programas de curso, tanto para a aula remota quanto aos temas, já que o assunto do coronavírus nos absorve. E não dá para fingir que não vivemos um momento trágico e terrível, principalmente no caso, ou no descaso, brasileiro.”

Heitor Ferraz Mello. Foto: Divulgação/ Pedro Noto

Heitor Ferraz Mello. Foto: Divulgação/ Pedro Noto

O jornalista e poeta diz sentir falta da padaria, do pão na chapa, do ônibus, do deslocamento físico tão necessário, por ver e sentir a pulsação da rua. “Sinto enorme falta dessas coisas banais”, completa. “Das minhas andanças pela cidade”. Morando num apartamento térreo, ele arrancou as grades de proteção para poder ter acesso a um jardim onde ninguém circula. “Para poder tomar um pouco de sol e sacudir os ossos, que já estão reclamando”, conta. “Tem horas que o desânimo bate forte, mas tem todo o serviço da casa me aguardando. Arranco forças sei lá de onde, talvez da necessidade, e vou cuidar das coisas.”

Ferraz diz que sua produção literária já andava esporádica. A quarentena afetou mais suas leituras, que antes eram mais livres, e agora sempre que pega um livro nas mãos “parece que já anuncia o fim do mundo”. “Como diria Drummond, “é preciso ter mãos pálidas/ e anunciar O FIM DO MUNDO”. Acho que todo mundo tem descoberto poemas e textos mais antigos que parecem se encaixar ao momento que estamos vivendo, como se a literatura sempre nos avisasse de nossa fragilidade perante o mundo. Não só a literatura que trate da peste ou de momentos de epidemia. Temos vivido um fim de mundo longo, de mais de um século.”

A leitura, diz o poeta, anda bem desordenada, com “livros soltos e espalhados pela casa”. E a escrita também, completa: “Umas notas soltas, alguma encomenda de amigo, que acaba me levando para o computador, pela amizade, pelo desejo do encontro, mesmo que distante e por palavras”. Para ele, não é um momento fácil: “Quase que nos leva a um certo silêncio em respeito aos que já se foram, ou foram levados, tanto pela pandemia quanto pela violência absurda desse país, cuja perversidade histórica se tornou mais escancarada e aguda”.

A dica de leitura de Ferraz, no momento, é a série que o poema Tarso de Melo tem organizado na revista Cult, chamado “Notícias de outras ilhas”, convidando poetas variados para selecionarem três poemas que consideram marcantes, nas suas leituras recentes. “O resultado tem sido incrível”, avalia ele, que também participa da série. “Acompanho todos. Sempre descubro ali poetas que nunca havia lido, ou que não tinha percebido a força deles. Além disso, cada um dos poetas faz um pequeno texto introdutório, onde explica suas escolhas. É um contato importante com a produção brasileira atual”.

O Segundas Intenções faz parte da programação da BSP no período de quarentena, que conta com várias outras atividades online – confira no site da biblioteca. Com a necessidade de estimular o distanciamento social e outras medidas de proteção contra o contágio pelo novo coronavírus, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo criou o #Culturaemcasa, que amplia a oferta de conteúdos virtuais dos equipamentos.

Importante lembrar que a biblioteca está com atividades presenciais suspensas.

Segundas Intenções Online. Bate-papo com Heitor Ferraz Mello. Mediação de Manuel da Costa Pinto. Segunda, 15 de junho, das 19h às 20h. Transmissão ao vivo no Facebook da biblioteca: @BSPbiblioteca. Não é necessário fazer inscrição.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras