/ governosp

Oficina Online de Lourenço Mutarelli lança novo olhar sobre os quadrinhos

0
Lourenço Mutarelli. Foto: Arquivo pessoal.

Lourenço Mutarelli. Foto: Arquivo pessoal.

Lourenço Mutarelli não faz mais quadrinhos, prefere a literatura. Mas o autor dos álbuns “Transubstanciação” (1999) e “O Dobro de Cinco” (2000) usou sua experiência como artista e ilustrador para compartilhar com os alunos da oficina online Histórias em Quadrinhos, na BSP, um pouco de sua visão sobre a arte sequencial e os principais artistas que o influenciaram nessa fase de sua carreira. As aulas, realizadas por meio de plataforma digital, começaram na segunda, dia 20, e terminam nesta sexta, dia 24.

“Não trabalho mais tanto com HQ, que foi uma parte importante da trajetória”, disse Mutarelli, no início da primeira aula. “Hoje em dia, eu me dedico mais à literatura. Mas quadrinho tem uma coisa muito rica: texto e imagem são complementos.”

Foto: Reprodução

Imagem de “Diomedes – A trilogia do acidente”, de Lourenço Mutarelli

Com 90 alunos, a sala virtual teve sua lotação esgotada. Entre os participantes, havia muitas pessoas de outros Estados, como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pernambuco. A maior parte acompanha a trajetória de Mutarelli tanto nos quadrinhos, como na literatura e na dramaturgia. Caio Girão, um frequentador habitual da programação da BSP, perguntou por que ele saiu dos quadrinhos:

“Vários motivos”, respondeu o professor. “Um deles era o meio dos quadrinhos, no qual não me sentia muito à vontade. Várias relações eram muito desgastantes. Sei que mudou muito, mas eu cansei. Quando meu pai morreu, também perdi a necessidade de fazer, porque os quadrinhos eram um modo de me comunicar com ele.”

Na primeira aula, Mutarelli fez uma apresentação sobre sua trajetória e, em seguida, apresentou os seus “cadernos de desenho” ou, numa linguagem mais moderna, “sketchbooks”. Segundo ele, esses apetrechos são uma ferramenta importante para o desenhista experimentar e até errar: “Tenham cadernos, experimentem. O importante é que seja um lugar de prazer. Ajuda pra caramba”.

Além de escritor e quadrinista, Mutarelli é também dramaturgo e ator. Tem no currículo 12 álbuns, sete peças, das quais cinco estão reunidas em “O Teatro de Sombras”(2007), e oito livros, entre os quais “O Cheiro do Ralo”(2002), “O Natimorto” (2004) e “O Grifo de Abdera” (2015). Como intérprete, ele atuou em filmes como “O cheiro do ralo” (2006), adaptado de seu livro homônimo, e “Que horas ela volta?” (2015).

A última aula, nesta sexta, trará uma visão geral do curso, uma sessão para tirar dúvidas e, para arrematar, as considerações finais.

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras