/ governosp

Confira dicas para produzir um videoclipe com baixo orçamento

0
Crédito Bruno dos Anjos

Foto: Bruno dos Anjos

Quantas ideias se tornam possíveis quando usamos a criatividade, deixamos a vergonha de lado e “mergulhamos” no potencial que cada um tem? A Oficina Online de Produção de Videoclipe de Baixo Orçamento, promovida pela BSP em 30 de julho, veio para incentivar todo mundo a colocar em prática projetos na área do audiovisual. Diana Boccara e Leo Longo, que formam o duo Couple Of Things e são os realizadores do programa “A Volta ao Mundo em 80 Videoclipes”, compartilharam, no encontro,  um pouco da experiência que adquiriram com este e outros projetos.

Diana e Leo se especializaram em produzir clipes com zero ou muito pouco capital e criaram, ao longo do tempo, uma metodologia para viabilizar esses conteúdos. Em uma linguagem acessível, apresentaram para os participante da oficina, o processo que utilizam para criar a união do vídeo com a música. Veja os 11 passos essenciais, citados durante a atividade:

  1. Estabelecer conexão com a canção; 
  2. Pensar na mensagem que será transmitida;
  3. Escolher o tipo de narrativa;
  4. Criar a história;
  5. Definir a linguagem do vídeo;
  6. “Decupar” e elencar todo material e serviço necessário para a produção;
  7. Colocar em prática a “arte da colaboração”;
  8. Começar a produção;
  9. Realizar ensaios e testes;
  10. Gravar;
  11. Editar;
  12. Ter desapego,; pois, uma hora o vídeo precisa ficar pronto! 

Eles compartilharam um segredo que descobriram quando decidiram embarcar nessas produções: o que chamam de “a arte da colaboração”. “Foi a ‘chave da equação’. Devemos sempre nos questionar: o que eu tenho para oferecer que alguém precisa e o que os outros têm para oferecer que eu quero; é aí a que a troca acontece”, explica Leo ao falar das formas de obter ajuda e soluções sem implicar em necessidade de verba específica. 

Outro ponto importante que a dupla abordou na oficina foi o processo diário de aprendizagem. Ir para o ambiente de gravação com tudo pronto e ensaiado constou também, em destaque, das explanações. “O set é um ambiente de autoconhecimento. É um espaço em que você se depara com as suas limitações e as suas habilidades. Um espaço de experiência, de estudo e de colocar a ‘mão na massa'”, diz Diana ao compartilhar com os participantes as possibilidades de erros e acertos na hora da gravação. 

Gostou das orientações? Essa dupla tem um canal no YouTube e, por lá, é possível aprender muito sobre o trabalho de Diana e Leo. Há videoclipes e making ofs disponíveis para ver o processo e o resultado final de cada vídeo. Quem sabe você não se inspira e produz um projeto em parceria com uma banda de amigos?! 

Fique de olho em nossa programação: há cursos, oficinas, palestras e bate-papos acontecendo nas páginas da Biblioteca de São Paulo e na Biblioteca Parque Villa-Lobos. Fique atento nas datas e prazos de inscrição.

 

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras