/ governosp

0

Atualização: a partir de 31/10, retomaremos o atendimento presencial de terça a domingo, das 10h às 16h.

 

Com saudade da biblioteca? Nós também de você! As equipes da Biblioteca de São Paulo continuaram trabalhando durante todo este tempo de enfrentamento da pandemia. Mesmo sem as atividades presenciais, mantivemos intensa programação virtual levando nossas oficinas, clubes de leitura e muito mais, para além das nossas instalações. Nossas equipes de atendimento e de Serviço Social mantiveram, à distância, as sessões de acolhimento em alguns albergues e a de acervo está preparando uma novidade muito bacana que, em breve, será divulgada! Agora, porém, chegou o tempo que tanto esperávamos: o de estarmos juntos, de portas abertas e recebendo você!Tudo com segurança, claro, e para todos!

Com o anúncio da entrada da cidade de São Paulo na fase verde do Plano SP, que regula a flexibilização da quarentena provocada pelo novo coronavírus, a BSP (e a Biblioteca Parque Villa-Lobos) preparou a retomada das atividades para receber o público a partir de 16 de outubro. A volta dos nossos serviços presenciais será gradual, com horário mais curto, capacidade de atendimento reduzida e dentro das regras estabelecidas nos protocolos de saúde – incluindo uma dinâmica de higienização das instalações usadas.

A princípio, a biblioteca funcionará de segunda a sexta-feira, das 11h às 15h, com 25% de capacidade de atendimento. Quando os parques reabrirem nos fins de semana, as unidades voltarão a funcionar normalmente de terça a domingo.

“Estávamos muito aflitos por estar distantes há tanto tempo daqueles públicos mais carentes de biblioteca”, diz Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras, organização social que gere a BSP e a BVL, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. “Muitas pessoas tiveram, ao longo destes sete meses, dificuldade de acesso à internet, de conexão, de estarem ligadas remotamente. Isto é muito mais complexo do que se possa imaginar. Por isto, estamos ansiosos por prestar um serviço de qualidade, sobretudo a estas pessoas que têm nossas bibliotecas como referência ou uma segunda casa.”

“Escolhemos voltar aos poucos, com serviços que as pessoas sentem muita falta, como espaço reservado de estudo e sessões de acolhimento, ou que podem fazer com segurança, como empréstimo de livros e acesso aos computadores”, diz Ruprecht. “Aprendemos e melhoramos muito neste período a utilização de ferramentas que vão continuar, como as plataformas virtuais, e que se revelaram exitosas”, conclui.

Nossa retomada foi toda planejada para que todos estejamos em segurança, juntos. E lembre-se: continue aproveitando nossa programação cultural, diversa e plural, que por enquanto segue exclusivamente de forma online. Saiba mais sobre a nossa retomada, a seguir:

 

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras