/ governosp

Aprenda a fazer a boneca Abayomi com o Pintando o 7!

0
O Pintando o 7 de hoje vai ensinar a construir uma boneca de origem Iorubá chamada Abayomi. Um fato interessante é o valor da ancestralidade que ela carrega. Sem costura, sem marcação de boca, de olhos e de nariz, a confecção simples reflete o reconhecimento das diversas etnias africanas.
Você vai precisar de:
  • tecido preto;
  • tecidos coloridos;
  • tesoura sem ponta.

Passo 1

Pegue um pedaço do tecido preto e faça um nó na parte de cima, como mostra a imagem.

4n0szp

Passo 2

 Agora, faça um corte com a tesoura do centro da base até a metade do tecido.

20200925_145709

Passo 3

Faça um nó na extremidade de cada lado. Elas serão as pernas da boneca.

4n0tmt

Passo 4

Pegue uma outra tira de tecido preto e faça um nó em cada ponta. Este pedaço se transformará nos braços da boneca.

4n0u7i

Passo 5

Junte a tira com o corpo dando um nó na cintura da boneca.

4n0uea

Passo 6

Chegou a hora de preparar a roupa. Pegue um pedaço de tecido colorido, dobre no meio e faça um pequeno corte com a tesoura na parte de cima. Dessa forma, criamos a blusa.

4n0uw1

Passo 7

Agora, escolha um pedaço de tecido para fazer a saia, uma tira pequena para fazer o cinto e outra para o turbante.

20201002_150302

Passo 8

Prenda a saia na cintura da boneca com uma das tiras. Com a outra, faça um laço bem bonito na cabeça.

4n0vbw

Você sabia que, quando você dá uma boneca Abayomi para alguém, esse gesto significa que está oferecendo o que tem de melhor para essa pessoa? Use a criatividade, experimente outro tipos de nós para criar efeitos diferentes e comece a presentear quem ama com as bonecas Abayomi!

E que tal um dica de leitura?! O livro “Meu crespo é de rainha”, de Bell Hooks celebra a beleza e a diversidade dos cabelos crespos e cacheados. Enaltece a beleza dos fenótipos negros, exaltando penteados e texturas afro, servindo de referência à garotas que se veem ali representadas e admiradas. A obra de Bell Hooks incentiva a liberdade de expressar a individualidade. Os rituais implícitos na obra estão enraizados nas tradições da própria infância, quando “fazer” o cabelo é uma boa “desculpa” para as meninas se reunirem, rirem e contarem histórias juntas. Embarque nessa sugestão!

81jfRH+wdXL

*Disponível na Biblioteca Parque Villa-Lobos e Biblioteca de São Paulo

 

Depois, compartilhe com a gente, em fotos e vídeos, como foi a produção da boneca por aí. É só publicar nas redes sociais utilizando as hashtags #BSP e #CulturaSP.

A BSP está retomando as atividades presenciais de programação cultural gradualmente, com capacidade de atendimento reduzida e respeitando os protocolos de saúde. Para mais informações, acesse nossas redes sociais.
Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras