/ governosp

Clube do Audiolivro de julho debate conto de Guimarães Rosa

0

O Clube do Audiolivro do mês de julho traz A hora e vez de Augusto Matraga, de João Guimarães Rosa, obra queCapa Livro faz parte de Sagarana – livro que reúne nove contos. Escrita em 1937, a narrativa recria a vida de personagens saídos de um tempo indeterminado e de um espaço delimitado por povoados, vilarejos e fazendas do interior das Minas Gerais.

Ficou com vontade de conhecer melhor essa história? Participe do encontro marcado para terça-feira, 13 de julho, a partir das 14h30. O Clube do Audiolivro conta com a parceria do Metrô de São Paulo e da Tocalivros e é indicado para maiores de 14 anos. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas a partir das 10h do dia 18 de junho aqui.

Na narrativa, Augusto Esteves, conhecido como Nhô Augusto e também como Augusto Matraga é o maior valentão de Murici, lugarejo do sertão mineiro, onde, de briga em briga, sua vida se desenrola. Debocha das mulheres, é surrado por inimigos e cuidado por um casal de negros velhos depois de quase morrer em uma emboscada. O texto traz uma linguagem inventiva, cheia de regionalismos, que funde o real e o mágico e coloca seu autor como um dos maiores nomes da Literatura Brasileira do século XX.

 

Guimarães Rosa durante a viagem pelo sertão de Minas Gerais, em 1952. Foto: reprodução/ site A venturas na História.

Guimarães Rosa durante a viagem pelo sertão de Minas Gerais, em 1952. Foto: reprodução/ site A venturas na História.

A marca de Guimarães Rosa, ao utilizar a linguagem regional aliada à poesia, é produzir sentidos e efeitos inesperados. Mas a mesma linguagem que encanta, também pode trazer dificuldade de interpretação para muitos leitores. O título do livro é uma palavra criada por Guimarães Rosa: junção de saga (narrativa épica) e do sufixo rana (que em tupi significa “à maneira de”). Dessa forma, os nove contos são narrados à maneira de epopeias, associando seu caráter regional com uma dimensão universal.

 Os seguintes contos integram a obra: O Burrinho Pedrês; Traços biográficos de Lalino Salãthiel ou A volta do marido pródigo; Sarapalha; Duelo; Minha Gente; São Marcos; Corpo Fechado; Conversa de Bois; A hora e vez de Augusto Matraga.

A narração do audiolivro, feita por Rubens Caribé e Priscila Scholz, tomou como base a décima edição de Sagarana, lançada pela Livraria José Olympio Editora em 1968. O texto foi revisto de forma cuidadosa, procurando conservar a inventividade da linguagem criada por Guimarães Rosa. Ouça um trecho.

Os inscritos receberão instruções para realizar o empréstimo gratuito do audiolivro. Os participantes terão de ser sócios da biblioteca para ouvir a obra. A carteirinha pode ser feita presencialmente ou online, de forma simples e rápida.

Clube do Audiolivro – A hora e vez de Augusto Matraga, de João Guimarães Rosa. Terça-feira, 13 de julho, das 14h30 às 16h. Com equipe BSP. Vagas limitadas. Inscrições a partir de 18 de junho, às 10h, em www.bsp.org.br/inscricao.

 

João-Guimarães-Rosa-por-Felipe-Stefani-desenho-de-2016-696x647

O escritor, que foi médico e diplomata, em ilustração de Felipe Stefani.

 

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC