/ governosp

Obra de Eça de Queirós é tema do Leitura ao Pé do Ouvido da semana

0

16.07_BSP_Capa

Leitura ao Pé do Ouvido apresenta “O Crime do Padre Amaro”, de Eça de Queirós. Publicada pela primeira vez em 1875, a obra denuncia a corrupção de padres que manipulam a população em favor da elite e trata da questão do celibato clerical. É com esse livro que o autor inaugura, na prosa, a estética do realismo-naturalismo, em Portugal. Escute aqui o trecho que selecionamos para você! 

Gostou? É possível realizar esta leitura completa em formato digital. Embarque aqui nesta história!

Trecho lido: 
“(…) E como poderia ele evitar as influências da Carne e do Mundo? A não ser que fugisse, como os santos de outrora, para os areais do deserto e para a companhia das feras! Mas não lhe diziam os seus mestres no seminário que ele pertencia a uma Igreja militante? O ascetismo era culpado, sendo a deserção dum serviço santo. — Não compreendia, não compreendia! 

Procurava então justificar o seu amor com exemplos dos livros divinos. A Bíblia está cheia de núpcias! Rainhas amorosas adiantam-se nos seus vestidos recamados de pedras; o noivo vem-lhe ao encontro, com a cabeça coberta de faixas de linho puro, arrastando pelas pontas um cordeiro branco; os levitas batem em discos de prata, gritam o nome de Deus; abrem-se as portas de ferro da cidade para deixar passar a caravana que leva os bem esposados; e as arcas de sândalo onde vão os tesouros do dote rangem, amarradas com cordas de púrpura, sobre o dorso dos camelos! Os mártires no circo casam-se num beijo, sob o bafo dos leões, às aclamações da plebe! Jesus mesmo não vivera sempre na sua santidade inumana; era frio e abstrato nas ruas de Jerusalém, nos mercados do bairro de Davi; mas lá tinha o seu lugar de ternura e de abandono em Betânia, sob os sicômoros do Jardim de Lázaro; (…)”

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC