/ governosp

Conto de Raul Pompéia é destaque do Leitura ao Pé do Ouvido

0

O Leitura ao Pé do Ouvido de hoje apresenta “14 de Julho na Roça”, de Raul Pompéia. O conto é, literalmente, a narrativa de um dia 14 de julho na roça, data do feriado em que era comemorada a queda da Bastilha, vivenciado por um rico fazendeiro chamado Salustiano da Cunha, um fervoroso republicano. O texto, publicado em 1883, no periódico Gazeta de Notícias, é um conto que tem como cenário o a expansão dos ideais abolicionistas e republicanas durante os últimos anos do período monárquico brasileiro. Ouça aqui o trecho que selecionamos para você! 

Quer realizar a leitura completa dessa obra? Acesse aqui e embarque nas páginas deste conto disponíveis em formato digital!

Trecho lido: 

“Talvez eu passe por doido, mas afirmo que, se tenho tentado arrancar esse músculo e se exijo a extirpação desse órgão nocivo, ainda que me arrisque a sucumbir, é que muito tenho refletido no assunto, e as minhas convicções contra o coração vêm de longa data, penetraram com valentes raízes no meu espírito. “A vida dos homens é o positivo. Fora do positivo, existe, apenas, o vasto mar do ridículo. A pilotagem da vida consiste em evitar o naufrágio no grande mar. Todavia, o naufrágio é quase inevitável, porque o navio leva uma carga enorme e irrequieta, que faz variar constantemente o centro de gravidade e perturba a todo o momento a flutuação regular. Esta carga é a tal víscera.” 

Compartilhe

Sobre o Autor

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC