Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
/ governosp

Mariana Paz conta que os livros sempre foram sua melhor companhia

15 DE junho DE 2022
Crédito: Equipe SP Leituras

A artista plástica e poeta Marina Paz começou a ler cedo. Primeiro, em sala de aula; depois, ao frequentar assiduamente a biblioteca da escola. Criança solitária e tímida, percebeu nos livros uma fiel companhia. Das aventuras infantojuvenis passou para textos mais densos. Perambulou por diversos estilos, como filosofia, esoterismo, zen-budismo e autoajuda, até achar o seu lugar nas obras de Adélia Prado, Machado de Assis, Cecília Meirelles, Manuel Bandeira, Carlos Drummond de Andrade e Isabel Allende. “Quando escrevo me sinto visitada por todos esses autores”, diz a escritora no bate-papo realizado na Biblioteca de São Paulo, no dia 11 de junho, com mediação do jornalista Manuel da Costa Pinto. Autora de dois livros de poemas, Verbo do rio e A matéria mais suja do dia, Mariana se divide entre a escrita e as artes plásticas. Seus livros, inclusive, foram ilustrados por ela mesma.

 

De voz macia e semblante tranquilo, Mariana tem em suas feições um ar de melancolia. É dessa inquietude interior que nasce a inspiração para o seu fazer poético e artístico. Suas produções também possuem uma forte ligação com a natureza e como tal têm o seu próprio tempo para florescer. Verbo do rio, por exemplo, não foi uma obra pensada, ela é um recorte de vários poemas produzidos ao longo de cinco anos. Algo tão pessoal que para transformá-lo em livro a escritora precisou da ajuda de uma editora. “Ele é o resultado de tudo o que escrevi e desenhei sem pretensão por vários anos em um caderno com capa de couro. Pensamentos que não tive a coragem de mostrar para ninguém e precisei fazer uma seleção antes de entregar para a edição”, conta.

 

Já A matéria mais suja do dia foi escrito sob o efeito dos versos do poeta português Herberto Helber. “A poesia dele me atiçava, atingia o meu corpo, era muito forte. A partir daí, comecei a ter uma relação mais próxima com a escrita, ela se tornou praticamente uma missão, uma escrita que vem antes mesmo da percepção. Então, me deixei dominar pelo texto e ele aconteceu de forma natural”, descreve Mariana.

 

Nascida e criada em Belo Horizonte, a poeta passou uma temporada em Nova York, aos 15 anos. Depois mudou-se para Novo Hamburgo (RS), cidade em que não guarda boas recordações por não ter uma vida cultural pulsante. Atualmente, mora com o marido e os filhos em Brumadinho, cidade destruída pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em 2019. “Essa época foi um período de intenso luto para todos nós”, destaca.

 

Aos associados da BSP, Mariana indica a leitura das poesias completas de seus poetas favoritos: Herbert Helder, Bashô, Ondjaki, Adélia Prado, Manuel de Barros e Sophia de Mello Breyner Andresen.

Cadastre-se e receba nossa newsletter

Política de Privacidade

Este site é mantido e operado pela Biblioteca de São Paulo (BSP).

Nós coletamos e utilizamos alguns dados pessoais que pertencem àqueles que utilizam nosso site. Ao fazê-lo, agimos na qualidade de controlador desses dados e estamos sujeitos às disposições da Lei Federal n. 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD).

Cookies
Cookies são pequenos arquivos de texto baixados automaticamente em seu dispositivo quando você acessa e navega por um site. Eles servem, basicamente, para que seja possível identificar dispositivos, atividades e preferências de usuários, otimizando a experiência no site. Os cookies não permitem que qualquer arquivo ou informação sejam extraídos do disco rígido do usuário, não sendo possível, ainda, que, por meio deles, se tenha acesso a informações pessoais que não tenham partido do usuário ou da forma como utiliza os recursos do site.

a. Cookies de terceiros
Alguns de nossos parceiros podem configurar cookies nos dispositivos dos usuários que acessam nosso site.
Estes cookies, em geral, visam possibilitar que nossos parceiros possam oferecer seu conteúdo e seus serviços ao usuário que acessa nosso site de forma personalizada, por meio da obtenção de dados de navegação extraídos a partir de sua interação com o site.
O usuário poderá obter mais informações sobre os cookies de terceiros e sobre a forma como os dados obtidos a partir dele são tratados, além de ter acesso à descrição dos cookies utilizados e de suas características, acessando o seguinte link:
https://developers.google.com/analytics/devguides/collection/analyticsjs/cookie-usage?hl=pt-br
https://policies.google.com/privacy?hl=pt-BR
As entidades encarregadas da coleta dos cookies poderão ceder as informações obtidas a terceiros.

b. Gestão de cookies
O usuário poderá se opor ao registro de cookies pelo site, bastando que desative esta opção no seu próprio navegador. Mais informações sobre como fazer isso em alguns dos principais navegadores utilizados hoje podem ser acessadas a partir dos seguintes links:
Internet Explorer:
https://support.microsoft.com/pt-br/help/17442/windows-internet-explorer-delete-manage-cookies

Safari:
https://support.apple.com/pt-br/guide/safari/sfri11471/mac

Google Chrome:
https://support.google.com/chrome/answer/95647?hl=pt-BR&hlrm=pt

Mozila Firefox:
https://support.mozilla.org/pt-BR/kb/ative-e-desative-os-cookies-que-os-sites-usam

Opera:
https://www.opera.com/help/tutorials/security/privacy/

A desativação dos cookies, no entanto, pode afetar a disponibilidade de algumas ferramentas e funcionalidades do site, comprometendo seu correto e esperado funcionamento. Outra consequência possível é remoção das preferências do usuário que eventualmente tiverem sido salvas, prejudicando sua experiência.