Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
/ governosp

O movimento modernista na América Latina

17 DE maio DE 2022
Crédito: Acervo pessoal / Steven Wyss

A Semana de Arte Moderna de 1922 é considerada o marco do movimento modernista no Brasil. Mas o que acontecia no mesmo período em termos de artes e literatura nos países vizinhos? Esse é o tema da oficina on-line Modernismos nas Vizinhanças Latino-Americanas, realizada nos dias 10, 17, 24 e 31 de maio, das 10h às 13h, na Biblioteca de São Paulo e ministrada por Joana Rodrigues, jornalista e professora de Literaturas em Língua Espanhola, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Unifesp.

 

No primeiro encontro, o foco foi apresentar o contexto em que surgiram as primeiras movimentações vanguardistas na região. “O desenvolvimento econômico foi um grande propulsor do modernismo porque as pessoas passaram a ter acesso aos livros e, em especial, aos jornais e revistas, que publicavam contos, crônicas e poemas dos escritores da época”, explica Joana. Nesse cenário, dois nomes despontam na circulação das novas ideias: o poeta nicaraguense Rubén Darío e o pintor, escultor e inventor argentino Xul Solar.

 

Para a professora, o movimento modernista foi muito mais um fenômeno de síntese do que de ruptura, uma vez que reuniu tendências artísticas surgidas no fim do século XIX, como o parnasianismo, simbolismo, naturalismo e impressionismo. Assim como aconteceu no Brasil, a produção cultural buscava uma identidade própria e tinha clara necessidade de manter um distanciamento da herança espanhola.

 

A dinâmica das aulas contempla a leitura comentada de poemas, manifestos, contos e crônicas de escritores diversos, como Oliverio Girondo (Argentina), Cesar Vallejo (Peru), Rubén Darío (Nicarágua), Horacio Quiroga (Uruguai) e Alfonsina Storni (Argentina). O último encontro do grupo terá a presença especial do professor de literatura hispano-americana da UFSCar, Wilson Alves-Bezerra. No fim da oficina, os alunos são convidados a produzir um texto de qualquer gênero literário a ser publicado no site do projeto Literatura Brasileira no XXI.

 

Cadastre-se e receba nossa newsletter

Política de Privacidade

Este site é mantido e operado pela Biblioteca de São Paulo (BSP).

Nós coletamos e utilizamos alguns dados pessoais que pertencem àqueles que utilizam nosso site. Ao fazê-lo, agimos na qualidade de controlador desses dados e estamos sujeitos às disposições da Lei Federal n. 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD).

Cookies
Cookies são pequenos arquivos de texto baixados automaticamente em seu dispositivo quando você acessa e navega por um site. Eles servem, basicamente, para que seja possível identificar dispositivos, atividades e preferências de usuários, otimizando a experiência no site. Os cookies não permitem que qualquer arquivo ou informação sejam extraídos do disco rígido do usuário, não sendo possível, ainda, que, por meio deles, se tenha acesso a informações pessoais que não tenham partido do usuário ou da forma como utiliza os recursos do site.

a. Cookies de terceiros
Alguns de nossos parceiros podem configurar cookies nos dispositivos dos usuários que acessam nosso site.
Estes cookies, em geral, visam possibilitar que nossos parceiros possam oferecer seu conteúdo e seus serviços ao usuário que acessa nosso site de forma personalizada, por meio da obtenção de dados de navegação extraídos a partir de sua interação com o site.
O usuário poderá obter mais informações sobre os cookies de terceiros e sobre a forma como os dados obtidos a partir dele são tratados, além de ter acesso à descrição dos cookies utilizados e de suas características, acessando o seguinte link:
https://developers.google.com/analytics/devguides/collection/analyticsjs/cookie-usage?hl=pt-br
https://policies.google.com/privacy?hl=pt-BR
As entidades encarregadas da coleta dos cookies poderão ceder as informações obtidas a terceiros.

b. Gestão de cookies
O usuário poderá se opor ao registro de cookies pelo site, bastando que desative esta opção no seu próprio navegador. Mais informações sobre como fazer isso em alguns dos principais navegadores utilizados hoje podem ser acessadas a partir dos seguintes links:
Internet Explorer:
https://support.microsoft.com/pt-br/help/17442/windows-internet-explorer-delete-manage-cookies

Safari:
https://support.apple.com/pt-br/guide/safari/sfri11471/mac

Google Chrome:
https://support.google.com/chrome/answer/95647?hl=pt-BR&hlrm=pt

Mozila Firefox:
https://support.mozilla.org/pt-BR/kb/ative-e-desative-os-cookies-que-os-sites-usam

Opera:
https://www.opera.com/help/tutorials/security/privacy/

A desativação dos cookies, no entanto, pode afetar a disponibilidade de algumas ferramentas e funcionalidades do site, comprometendo seu correto e esperado funcionamento. Outra consequência possível é remoção das preferências do usuário que eventualmente tiverem sido salvas, prejudicando sua experiência.